Filosofia





O Halliwick, desde sua concepção em 1949, sempre enfatizou a alegria de estar na água e como o prazer intensifica o aprendizado. Consistentemente manteve a filosofia de oportunidades iguais.


O Halliwick usa o termo “nadador” para todos que estejam aprendendo na água, que possam nadar independentemente ou não, assim, enfatiza a inclusão, participação e altas expectativas.


“Nadadores” aprendem a controlar o equilíbrio na água, sem ajuda de flutuadores. Conseguido através do trabalho na relação um-para-um com apoio mínimo e ajustável do assistente.


O trabalho em grupos dá ao “nadador” a chance de aumentar o aprendizado, visto a melhor motivação e deixa que aprendam uns com os outros. Grupos possibilitam oportunidades para comunicação e socialização. Jogos também são utilizados como um bom caminho ao aprendizado pela brincadeira e diversão.


Boa comunicação entre “nadador” e assistente é essencial por uma série de razões, incluindo o estímulo ao envolvimento no processo de aprendizagem.


Instrutores Halliwick consideram diferentes caminhos para auxiliar as pessoas a maximizar o aprendizado. Isto se aplica no ensino de “nadadores” com deficiências mas também quando ensinam novos instrutores nos cursos.




Os pontos principais da filosofia são:


  1. Ensinamos, inicialmente, a alcançar a "felicidade na água". Só quando o Programa dos 10 Pontos estiver dominado, ensinamos os estilos de natação.
  2. Usamos instrutores treinados para ajudar os nadadores, não usamos flutuadores.
  3. Ensinamos dentro da água, todos permanecem no mesmo nível.
  4. Em nossa organização, tratamos os nadadores pelo primeiro nome, enfatizando a igualdade.
  5. Ensinamos lentamente, em ritmo apropriado para o nadador. Encorajamos o progresso, mas não pressionamos.
  6. Ensinamos em uma ordem lógica, desenvolvida para assegurar que os estágios iniciais tenham sido dominados.
  7. A ênfase está na habilidade, não na deficiência.
  8. As conquistas estão no prazer, por isso muitas atividades são realizadas através de jogos.
  9. Pensamos positivamente. “Todos são nadadores”.
  10. Trabalhamos em grupos, onde os nadadores se encorajam mutuamente e os novos instrutores são auxiliados pelos mais experientes.
  11. Grande parte de nosso trabalho é realizada em clubes, por voluntários.

Nossa filosofia também se aplica aos ajudantes:

  1. O tempo dedicado ao clube deve ser agradável.
  2. A ajuda que eles puderem oferecer será bem vinda, não haverá pressão para fazerem mais.
  3. Todos podem contribuir. Um ajudante novato poderá desenvolver uma atividade nunca antes ensinada.