Equipe de Natação Paralímpica​



Ciente da importância de se fomentar a prática esportiva entre os atletas brasileiros, o Comitê Paraolímpico Brasileiro - CPB estabeleceu uma nova estratégia de incentivos, que vão desde a divulgação e organização de competições até o envio de atletas para eventos no Exterior, proporcionando-lhes maior experiência esportiva. Assim vários esportes paraolímpicos ganharam maior visibilidade e acessibilidade.


Com a natação não foi diferente. Há um salto qualitativo visível nos últimos anos em provas individuais e revezamentos. Recordes mundiais, medalhas, conquistas nacionais e internacionais fizeram e fazem do Brasil uma grande referência no paradesporto mundial na modalidade. A partir das Paraolimpíadas de Sydney/2000 e Atenas/2004, o esporte tem recebido muitas pessoas interessadas em praticá-lo e em participar de competições da modalidade.


O Conceito Halliwick, implantado pioneiramente no Brasil pelo IMREA unidade Lapa em 2006, oportunizou a centenas de usuários a adaptação ao meio líquido, o controle do equilíbrio e o aprendizado de habilidades motoras. O método de ensino empregado promove, durante a imersão, movimentos para tarefa complexas com eficiência através da organização mental e do controle corporal.


Em Novembro de 2006, com um grupo de apenas 04 “Nadadores” o IMREA – Lapa participou da competição “Somos Iguais” promovida pelo CIEDEF no Conjunto Poli Esportivo Baby Barioni. Em 2007 promovemos o primero Festival de Atividades Aquáticas Adaptadas na piscina do Instituto – Unidade Lapa e estivemos presentes na “Confraternização Paradesportiva de Natação” Universidade São Judas Tadeu em Outubro. 


Em 2008 iniciamos um programa de treinamento específico para competições que, atualmente, inserido no circuito paralímpico Brasileiro, demanda abordagem profissional.