História e Desenvolvimento





O Método Halliwick (atualmente denominado Conceito) foi desenvolvido em 1949 por James e Phyl McMillan, para ensinar natação a pessoas com deficiência. James McMillan (Mac) foi engenheiro, professor e técnico de natação. Seus conhecimentos em hidrostática e hidrodinâmica o ajudaram a compreender os problemas de equilíbrio e movimentos enfrentados por pessoas com deficiências profundas na água. Mac e sua esposa Phyl trabalhavam, originalmente, com meninas da Halliwick School (Escola Halliwick para garotas) no norte de Londres. Assim, o conceito foi batizado com o mesmo nome da escola.


O primeiro clube, o Halliwick Penguins (Pingüins de Halliwick), foi fundado em 1950 e aceitava pessoas que apresentavam diversos tipos de problemas físicos, mentais e sensoriais. Esse grupo era totalmente formado por voluntário. Pais, parentes e amigos dos “nadadores” eram treinados para ser instrutores e ajudantes. A Association of Swimming Therapy (Associação de Natação Terapêutica), que mais tarde recebeu o nome de Halliwick Association of Swimming Therapy (Associação Halliwick de Natação Terapêutica), foi fundada em 1952. O conceito se espalhou através da Grã-Bretanha. Em seguida, Mac foi convidado para ir à Europa continental e dar continuidade a seu trabalho, e a partir de então ministrou várias palestras em diversos outros países.

Por algum tempo o trabalho continuou a ser realizado em escolas de natação e clubes recreativos. Assim que os profissionais da área começaram a perceber que o Conceito Halliwick poderia ser usado para fins terapêuticos, grupos de Halliwick foram formados em jardins de infância, escolas especiais, instituições de treinamento para pessoas com dificuldade de aprendizagem e hospitais.


James McMillan faleceu em 1994 enquanto se preparava para inaugurar a Halliwick International Association (Associação Internacional Halliwick). O objetivo da Associação Internacional era possibilitar uma maior extensão do uso do Conceito Halliwick. A International Halliwick Association foi formada em 1994. Phyl McMillan faleceu em 2003. Ela esteve ativamente envolvida com a Associação e com o Halliwick Penguins Swimming Club (Clube de Natação Pingüins de Halliwick), até a data de seu falecimento.


No Halliwick os “nadadores”, assim chamados, aprendem em uma relação um-a-um com seu instrutor formam uma unidade de trabalho até alcançar a completa independência. Essa relação de trabalho se estende a um instrutor por grupo, assim o nadador adquire as vantagens da interação com seus colegas, enquanto recebe atenção constante, porém não restritiva de um instrutor. Por meio do uso de jogos adequados às idades e habilidades, os grupos se familiarizam com as propriedades e comportamento da água e aprendem a controlar o equilíbrio dentro deste ambiente.


O apoio corretamente aplicado por parte do instrutor possibilita ao nadador uma mobilidade impossível de ser realizada em solo. Após a adaptação inicial à água e o ensino do controle do equilíbrio, os nadadores chegam a um estágio em que estão preparados para se desligarem do contato com o instrutor. Nesse momento, pela primeira vez em suas vidas, eles podem experimentar a independência total de movimento.


Os nadadores aprendem a manter uma posição segura para a respiração; como retornar a tal posição a partir de qualquer outra; e como controlar a expiração quando o rosto estiver imerso na água. São familiarizados com todas as rotações corporais e aprendem a iniciar, controlar e manter tais rotações por vontade própria.


As forças de empuxo, turbulência e impedância são estudadas juntamente com os efeitos do metacentro. O resultado se reproduz através de um nadador seguro cuja confiança se baseia no conhecimento da água e na habilidade de controlar movimentos.